"Navegue por seus sonhos, mas tenha um porto seguro. Finque suas raízes em solo fértil que lhe garanta bons frutos no futuro." - G. Nobio.

Translate / Tradutor

10 de janeiro de 2009

Impaciente

Desde o ano 08 do vigésimo primeiro século (caramba, faz muuuuuuuito tempo) que eu não colocava os pés numa sala de projeção para viver... "fortes emoções". Que eu me lembre, o último filme que assisti nesse lugar foi Batman - O Cavaleiro das Trevas. Pois bem, dessa vez fui conferir O Dia Em Que A Terra Parou (The Day The Earth Stood Still) - refilmagem do clássico de mesmo nome de 1951 -, munido de um sacão de pipoca e um copão de guaraná (coisa bem típica da magia do ambiente).

A nova versão tem no papel principal Keanu Reeves vivendo o alienígena Klaatu, que inconformado com tantas injustiças acarretadas por nosso falho sistema político-comercial tenta enviar uma mensagem aos governantes do mundo inteiro para que eles mudem de atitude ou o planeta será destruído.

Embora o mote da história seja interessante o enredo é conduzido de forma bem artificial e fatalmente deixa a desejar. Por quê? A trama carece de profundidade, parece uma desculpinha esfarrapada para tocar fogo no circo. Eu esperava que o tal Klaatu fosse um pouco mais adiante insistindo com sua argumentação e não partir para o contra-ataque só porque uma Secretária de Estado autoritária o peitou, não levando-o até os líderes mundiais que se reuniam... (onde mesmo?) em Nova York (tudo acontece lá, já percebeu?).

O longa-metragem acaba valendo pelos efeitos especiais que são chocantes - faz jus à boa parte das produções do gênero. Depois que vi os decepcionantes Fim dos Tempos - a trama deste me faz lembrar um livro que li há muitos anos atrás chamado Pane Mental - e O Nevoeiro achei que O.D.E.Q.A.T.P. fosse pelo mesmo caminho, mas não é de todo ruim. Pelo menos tem uma explicação razoável.





1 comentário(s):

J.BOSCO, 16 de janeiro de 2009 06:54

essa noite, eu tive um sonho de sonhador, maluco que sou, acordei, no dia em que a terra parou...
Brigadão pela visita.
abraços

ACESSOS!

© 2014 - Nobio Da Paz Produções Musicais / Template: D.B.