"Navegue por seus sonhos, mas tenha um porto seguro. Finque suas raízes em solo fértil que lhe garanta bons frutos no futuro." - G. Nobio.

Translate / Tradutor

14 de março de 2009

Percepssom

Ter uma única preferência musical - com tantas opções existentes nas Américas, África, Ásia e Europa - é extremamente difícil para um sujeito como eu, justamente por esse motivo eu tenho apreço por estilos tão distintos que despertam em mim sensações igualmente díspares. Enquanto música clássica me faz relaxar, drumembeisse me deixa com ânimo para sacolejar. Seria um tédio se os povos do mundo inteiro dançassem ao som de apenas um ritmo e não tivessem outras alternativas para animarem a festa.

Como cantor e compositor, sou influenciado por samba, choro, baião, jazz, rock e hip hop; e tais gêneros refletem bastante em meu gosto pessoal ao reservar parte do meu tempo para ouvir um intérprete ou banda específicos. Certa vez Hermeto Pascoal disse que existem dois tipos de música: a boa e a ruim. Complementando esse pensamento, acho que o conceito de qualidade musical (se determinada canção é excelente ou péssima) é muito subjetivo. O que agrada fulano não necessariamente agradará sicrano. É óbvio que não podemos deixar de apontar aquilo que é de extremo mau gosto - que pode ser notado através de uma análise que não precisa ser tão profunda.

O problema dos ouvintes, de um modo geral, é fazer classificações antecipadas e equivocadas a cerca de um artista que eles sequer conhecem. Fácil é rotular Bezerra Da Silva como doidão e malandro ou Heitor Villa Lobos como enfadonho e intrincado, mas não é complicado entender as suas respectivas obras. Conheço pessoas que são xiitas demais em relação à música e se esquecem que a função dela é simplesmente divertir, não é uma seita fechada ou um partido político (o que seria chato para caramba). Graças a Deus meus preconceitos musicais são ínfimos e no meu tocador digital rola de Fundo De Quintal (grupo de samba) a In Flames (banda de heavy metal).


1 comentário(s):

Cleo, 15 de março de 2009 15:05

Bom, muito bom, há que haver flexibilidade, escolhas. Sermos ecléticos, aí sim saberemos mesmo a música boa.. E isso traz aprimoramento. Beleza.
Beijos e bom final de domingo.
Cleo

ACESSOS!

© 2014 - Nobio Da Paz Produções Musicais / Template: D.B.